Um CCTV que não compromete a privacidade

As câmaras de CCTV podem aumentar a capacidade de informação de um sistema de segurança. No entanto, muita gente olha para esta oportunidade com desconfiança e não quer instalar câmaras de CCTV em apartamentos e casas. O motivo é a possibilidade das câmaras poderem pôr em risco a privacidade ou serem utilizadas pelos ladrões.

As pessoas têm medo das câmaras.

O medo e falta de confiança são muitas vezes baseados em fobias populares ou em experiências com dispositivos baratos/de baixa qualidade que não utilizam uma encriptação forte. Contudo, algumas preocupações são reais.

A Ajax tem uma solução que irá tranquilizar até os utilizadores mais cautelosos. O sistema permite-lhe desligar as câmaras de vigilância quando as pessoas estão em casa ou automaticamente através de um cenário. O CCTV só está ativo quando a divisão precisa de proteção, sem provocar perturbações noutros momentos.

Porquê instalar câmaras de vigilância no interior?

As câmaras de CCTV são utilizadas por empresários — ajudam a manter o negócio sob controlo e permitem estar atento ao que se passa no local de trabalho. As filiais distantes, escritórios amplos, lojas pequenas, armazéns, divisões, bem como locais de empresas privadas, também precisam da supervisão do proprietário.

ajax video surveillance

As câmaras ajudam os pais a saber o que as crianças estão a fazer quando estão fora e como é que a ama os está a tratar. É possível ver se um membro da família idoso está bem e como o cuidador está a lidar com o trabalho. Poderá certificar-se de que os animais de estimação estão bem e ver a família mais uma vez.

A Ajax dispõe de um detetor com uma câmara fotográfica integrada para verificar alarmes do MotionCam. Caso dispare um alarme, o MotionCam ajuda-o a ver o que aconteceu. Graças à app Ajax, poderá ainda ver uma série de fotografias no seu telefone, a partir de qualquer lugar no mundo. Esta é uma alternativa para aqueles que, por vários motivos, podem ser contra as câmaras de vigilância e a transmissão contínua de vídeo.

Assim, quando precisar de saber o que está a acontecer em casa, no escritório ou na loja, em tempo real, instale um sistema de CCTV.

Parece espionagem. Isto é ético?

A vigilância por CCTV é efetuada de forma aberta e consensual. Não é ético nem legal observar inquilinos que arrendem o seu apartamento. É normal e correto que os membros da família, pessoal doméstico ou colaboradores sejam informados sobre a utilização de um CCTV.

Antes de comprar, instalar e utilizar câmaras de CCTV, bem como levar a cabo quaisquer atividades relacionadas com as mesmas, consulte cuidadosamente as leis e regulamentos que regulam esta matéria na sua região.

As câmaras de vigilância protegem contra ladrões. Certo?

Esta afirmação é exagerada. As câmaras de CCTV não substituem um sistema de segurança. São, na verdade, um elemento de segurança adicional.

É igualmente verdade que as câmaras podem dissuadir intrusos. As câmaras informam as visitas indesejadas de que a divisão está sob vigilância, o que significa que será mais complicado não serem apanhados. A presença dos ladrões e os danos causados são registados em vídeo. É possível que chegue uma patrulha ao local imediatamente após o arrombamento e o roubo seja interrompido logo ao início. Um estudo americano inquiriu 422 ladrões e 50% dos infratores afirmaram que interromperiam o roubo caso vissem câmaras de vigilância. Caso as câmaras de vigilância não dissuadam o ladrão, ajudarão a reconstruir o crime.

ajax video surveillance

O conforto psicológico dos proprietários, bem como o controlo da situação são argumentos adicionais para a instalação de câmaras de CCTV em casas e apartamentos.

Como pode o CCTV comprometer a privacidade?

  • Arrombamento
  • Espionagem
  • Dados não encriptados

As câmaras de vigilância podem ser pirateadas. O The Guardian noticiou que dezenas de pessoas processaram a Ring da Amazon após alguns piratas se terem ligado às câmaras residenciais da Ring, tendo acordado as pessoas a meio da noite; ameaçado, extorquido e insultado as pessoas; falado com os seus filhos e terem comentado o que estava a dar na televisão da sala de estar.

Para além dos piratas, as câmaras podem ser utilizadas por ladrões.

Em 2020, foi realizado o primeiro grande estudo sobre os riscos para a privacidade provocados pela transmissão de vídeo. Uma equipa sino-britânica de cientistas analisou mais de 15,4 milhões de transmissões de dados de 211 000 utilizadores de câmaras de CCTV IP domésticas ativas (incluindo Hikvision, Nest, Netgear e Xiaomi). Os cientistas confirmaram que os atacantes podem espiar as potenciais vítimas através de câmaras de vigilância. Os infratores podem identificar quando é que a pessoa está em casa e não precisam de ver as gravações para o fazer. O motivo é que as câmaras transferem dados não encriptados, cujo tamanho aumenta quando a câmara grava algo em movimento. Desta forma, os infratores poderiam monitorizar o tráfego das câmaras domésticas ao longo do tempo e descobrir um padrão. Com esta informação, poderiam antecipar quando existiria uma maior probabilidade de o proprietário não estar em casa.

Apesar dos riscos, a popularidade das câmaras de vigilância continua a aumentar. Por isso, têm de existir soluções que neutralizem as ameaças à privacidade.

Como proteger a privacidade das câmaras de vigilância?

O Ajax não lhe permite apenas ligar as câmaras e ver a respetiva transmissão na app. O sistema consegue controlar a fonte de alimentação das câmaras, DVRs e equipamento de rede. Por outras palavras, consegue fortalecer a segurança do CCTV com um “interruptor” que bloqueia o funcionamento deste sistema através do comando do utilizador ou de um cenário.

👉 Como ligar câmaras de CCTV ao sistema de segurança da Ajax

O Relay ou o WallSwitch podem ajudar a neutralizar as ameaças à privacidade provocadas pelas câmaras de vigilância. O utilizador precisa apenas de ter consigo o telefone com a app Ajax para desligar a alimentação das câmaras de vigilância. Vamos supor que uns proprietários chegaram à casa de campo para o fim de semana e não pretendem que as suas férias sejam gravadas. Basta tocar no “interruptor” na app para desfrutar da privacidade. Quando for altura de regressar à cidade, pode ligar o Relay ou o WallSwitch novamente e continuar a vigiar a sua casa de campo à distância.

São realizados muitas vezes encontros, eventos e reuniões em casas e apartamentos que é preferível não gravar, mesmo que os dados das câmaras sejam encriptados. Pode manter a cautela e o cuidado sempre que quiser, basta pegar no seu telefone e abrir a app.

O método de desligar o Relay ou o WallSwitch não funciona com câmaras alimentadas por pilha.

Outra forma de desligar as câmaras de vigilância é fazendo-o automaticamente através de um cenário. O cenário é configurado pelo utilizador com base em hábitos, desejos e estilo de vida. Por exemplo, é conveniente desligar as câmaras sempre que o sistema for desarmado. As câmaras voltarão a ligar quando o sistema for armado e todas as vantagens do CCTV estarão disponíveis.

As vantagens incluem transmissão de vídeo e som, bem como a gravação de fotografias. O Ajax é compatível com o protocolo RTSP, que é uma norma no mercado do CCTV. É utilizado pela maioria dos fabricantes, o que significa que o utilizador pode optar por diferentes câmaras quase sem limitações. O utilizador decide quem tem acesso a uma transmissão de vídeo e a encriptação fiável protege os dados contra pirataria.

👉 Como implementar um CCTV que não comprometa a privacidade

Caso veja algum erro, selecione o texto e prima Ctrl + Enter

Relatório de erro ortográfico

O texto seguinte será enviado aos nossos editores: